Archive for the 'Recomendações' Category

Utilizando o pensamento lean na Maturidade de Projetos

Por:  Vitório Tomaz

Saiu na revista Mundo PM deste mês assinado por Ricardo Coutinho –PMP que trabalha com planejamento estratégico na EMBRAER a mais de 25 anos – um artigo falando sobre a possbibilidade de se utilizar o pensamento lean desenvolvido com base no modelo de gestão da Toyota,  que por sua vez alcançou altos níveis de produtividade durante o fim dos anos 80, para promover o aumento da maturidade em projetos dentro da organização.

Sobre a metodologia lean, ela surge com base na idéia de quebrar o paradgima do que significa demonstrar respeito as pessoas e promover melhorias continuas.  Na época, para a maioria dos gerentes de empresas automobilisticas concorretes a Toyota, demonstrar respeito  significava  estabelecer metas claras sobre o que elas deveriam desenvolver e realizar um acompanhamento, o que era considerado justo, enquanto que na Toyota a maneira de demonstrar respeito era perguntando as pessoas qual a dificuldade delas e com base nestas dificuldades desenvolver uma discussão questionando os porquês  a fim de chegar na raiz do real problema, que na maioria dos casos ficava oculto.

Neste sentido, o que o Ricardo propõe é que através de três etapas se implemente melhorias nos processos, o que aumentaria a maturidade da empresa em seus projetos. No artigo, ele ilustra como modelo de maturidade o PRADO-MMGP, mas ele deixa claro que pouco importa o modelo aplicado, as etapas se aplicam em todos os casos.

Extraído da Revista Mundo PM edição Agosto/Setembro
Extraído da Revista Mundo PM edição Agosto/Setembro

As três etapas por ele mencionadas para o ganho de maturidade são:

  1. Preparação: Nesta etapa, a proposta é envolver pessoas relacionadas direta e indiretamente com os processos e desenvolver um A3 do projeto (algo similar a um Project Charter), realizado através de reuniões semanais de 2h ou 3h onde sejam levantados fatos e dados que serão utilizados no VSM (Value Stream Map) atual. Nesta etapa seria válido desenvolver também um diagnóstico de maturidade e a disposição para mudança.
  2. Execução: Nesta etapa, pressupõe-se que já tenham todas as mudanças necessárias definidas, assim como a dimensão das mesmas. Sugere-se que seja utilzada uma ferramenta lean como  RCCA, cinco porquês e/ou Ishikawa, (o que que não for possivel de ser resolvido, recomenda-se que seja colocado no VSM futuro). Neste momento, as necessidade de mudança estarão sendo apontadas, de acordo com o modelo de maturidade definidido, trazendo a possibilidade de evoluir em maturidade na mesma velocidade que se evolui no processo operacional.
  3. Implantação: Nesta etapa serão implantadas as mudanças a médio e longo prazo,   é neste momento onde existe um recrusdencimento a mudança, portanto é necessário que exista uma estratégia de mudança, do contrário segundo o autor, há uma grande chance das mudanças não serem implementadas completamente ou mesmo que sejam abandonadas por completo. O sugerido nesta etapa é que se crie um quadro de acompanhamento das mudanças onde todos possam acompanhar o progresso, um possível facilitador desta etapa.

Finalizando o artigo o autor fala sobre como as empresas tem mudado e se adaptado rapidamente no mundo comtemporâneo e como a máxima do pensamento lean “o fim é apenas o começo” pode contribuir para que a sua estratégia de ação seja mais eficaz.

Se interessou? Leia o artigo com todas as referências bibliográficas na Revista Mundo PM , ou faça contato.

Responda em nosso site a enquete sobre Maturidade em Projetos: www.j2da.com.br

Anúncios

Endereços de Biblioteca

Recebi por e-mail do @alonsosoler esta lista enorme de endereços virtuais de Bibliotecas, apesar de não sermos um blog de livros consideramos muito válido divulgar esta lista, já que significa acima de tudo ajudar na disseminação de informação. Olhem bem a lista, com toda certeza tem bibliotecas que talvez nunca teriamos acesso presencialmente.

Valeu a dica Alonso!

Segue a lista:

Biblioteca Apostólica Vaticana – biblioteca que possui um arquivo secreto: bav.vatican.va

Biblioteca Central – localize os livros das bibliotecas da UFRGS: www.biblioteca.ufrgs.br

Biblioteca del Congreso – item Expo Virtual mostra alguns tesouros dessa biblioteca argentina: www.bcnbib.gov.ar

Biblioteca Digital Andina – Bolívia, Colômbia, Equador e Peru estão representados: www.comunidadandina.org/bda

Biblioteca Digital de Obras Raras – livros completos digitalizados, como um de Lavoisier editado no século 19: www.obrasraras.usp.br

Biblioteca do Hospital do Câncer – índice desse acervo especializado em oncologia: www.hcanc.org.br/outrasinfs/biblio/biblio1.html

Biblioteca do Senado Federal – sistema de busca nos 150 mil títulos da biblioteca: www.senado.gov.br/biblioteca

Biblioteca Mário de Andrade – acervo, eventos e história da principal biblioteca de São Paulo: www.prefeitura.sp.gov.br/mariodeandrade

Biblioteca Nacional de Portugal – apresenta páginas especiais com reproduções relacionadas a Eça de Queirós e a Giuseppe Verdi, entre outros: www.bn.pt

Biblioteca Nacional de España – entre as exposições virtuais, uma interessante coleção cartográfica do século 16 ao 19: www.bne.es

Biblioteca Nacional de la República Argentina – biblioteca, mapoteca e fototeca: www.bibnal.edu.ar
Biblioteca Nacional de Maestros – biblioteca argentina voltada para a comunidade educativa: www.bnm.me.gov.ar

Biblioteca Nacional del Perú – alguns livros eletrônicos, mapas e imagens: www.binape.gob.pe

Biblioteca Nazionale Centrale di Roma – expõe detalhes de obras antigas de seu catálogo: www.bncrm.librari.beniculturali.it

Biblioteca Româneasca – textos em romeno e dados sobre autores do país: biblioteca.euroweb.ro

Biblioteca Virtual Galega – textos em língua galega, parecida com o português: bvg.udc.es

Bibliotheca Alexandrina – conheça a instituição criada à sombra da famosa biblioteca, que sumiu há mais de 1.600 anos: www.bibalex.org/website

California Digital Library – imagens e e-livros oferecidos pela Universidade da Califórnia: californiadigitallibrary.org

Celtic Digital Library – história e literatura celtas: celtdigital.org

Continue lendo ‘Endereços de Biblioteca’

Nova monografia sobre GP disponibilizada

Foi disponibilizado no endereço www.j2da.com.br/publicacoes_mono.php um trabalho de TCC do MBA GP da FGV – Rib. Preto, intitulado DIFICULDADES NA IMPLANTAÇÃO DA GERÊNCIA DE PROJETOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL EM USINAS DE AÇÚCAR E ÁLCOOL.

Devido a pertinência estratégica para o país e o momento econômico propício, o trabalho dos alunos de Ribeirão Preto, traduz-se numa referência importante para profissionais do segmento.

Blog sobre Gestão de Projetos Sociais

gestão de projetos sociais

gestão de projetos sociais

Recebemos hoje de manhã via Google Alerts um post do blog Gestão de Projetos Sociais, que fala sobre metodologias para projetos sociais. Fiz uma leitura sobre o artigo, feito por Claúdo Stracheira, e o que chamou atenção no blog, é a maneira como  Claúdio se propõe a análisar tal gestão. O blog ainda é bastante novo, está em seu segundo post, mas parece muito promissor, em especial devido a seu objeto de estudo. Desde já está linkado em nosso blog, abaixo segue um pedaço do artigo publicado integralmente em: www.gestaodeprojetossociais.com:

“Para entender essas considerações de forma objetiva é necessário ter em conta o conjunto mínimo de etapas do ciclo de vida de projetos de alcance social. Vou fazer um post nos próximos dias sobre as características dos projetos sociais em relação aos demais tipos de projeto, segundoa experiência que tenho e as contribuições de amigos e amigas do terceiro setor. Destaco que a metodologia de gestão de projetos sociais pode variar de organização para organização e de projeto para projeto, pois não há um guia de bordo comum que atenda à variedade de iniciativas no campo do desenvolvimento e da inovação social, assim como existe o Guia PMBook. No entanto, para pensar rapida e superficialmente agora, posso destacar que um projeto social tem pelo menos cinco momentos de destaque: i) preparação, ii) negociação e ajuste, iii) execução, iv) homologação e prestação de contas, e, v) agrupamento de avaliações, sistematização e encerramento. …”

Apresentação Institucional

J2DA Institucional

J2DA Institucional

Fizemos uma atualização da nossa apresentação institucional e colocamos no SlideShare, lá estamos mostrando  quais são as nossas principais atividades e diferenciais.

Acesse: www.slideshare.net/j2daconsulting/j2da-consulting-3368790 e conheça melhor a nossa consultoria.

Penúltimo dia para se inscrever no curso de Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor

Termina amahã as inscrições para o curso  “Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor”, do FGV Management.

O curso que possui foco neste setor crescente, tem apoio do PMI-RIO e conta com a exeriência dos professores da FGV-RIO. Voltado para profissionais e dirigentes de organizações não-governamentais, o programa tem como objetivo habilitar os participantes para a elaboração e gestão de projetos na área.

Ao final do curso, cuja carga horária é de 160 horas-aula, os alunos vão elaborar um projeto  de aplicação prática  para o Terceiro Setor.

Mais Informações:

Curso: “Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor
Início: 06/03/2010
Horário: Quinzenalmente aos sábados, de 9h às 18h
Local: Botafogo
Telefones: 3799-4812 / 3799-5900

// <![CDATA[// <![CDATA[
var prefix = ‘mailto:’;
var suffix = ”;
var attribs = ”;
var path = ‘hr’ + ‘ef’ + ‘=’;
var addy38699 = ‘fgvempresarial’ + ‘@’;
addy38699 = addy38699 + ‘fgv’ + ‘.’ + ‘br’;
document.write( ‘‘ );
document.write( addy38699 );
document.write( ” );
// ]]>

Email: fgvempresarial@fgv.br

// <![CDATA[//

Site: http://www.fgv.br/fgvempresarial


A importância do Planejamento

Encontrei no You Tube algumas sacadas rápidas e divetidas sobre planejamento, quero ver alguém questionar a importância do planejamento depois destes vídeos.

 


Contato

j2da@j2da.com.br

Siga a J2DA no Twitter

Uêba - Os Melhores Links